Visitante

Olá visitante. Cadastre-se | Entre | Esqueci minha senha

OK Esqueci minha senha


Você está em: Sobrenatural.Org -> Lendas Urbanas -> A Rosa Amorosa de Barbacena


Lendas Urbanas - Enviado dia 13 de Agosto de 2013

A Rosa Amorosa de Barbacena


Quando ouvimos o termo Serva de Deus, logo nos vem à mente a imagem de uma freira em seu hábito e véu tradicionais, ou uma jovem dos tempos antigos vestindo uma longa túnica e manto, segurando uma palma na mão. Mas, que tal uma Serva de Deus usando calça jeans e blusa com a estampa do Mickey Mouse, que era fã de Michael Jackson e levava uma vida, aparentemente, igual a dos jovens de sua geração? Pois essa era Isabel Cristina Mrad Campos, jovem mineira candidata a ser canonizada pela Igreja Católica, a quem chamavam de " Cris ".

Ela nasceu em Barbacena, MG, no dia 29 de julho de 1962. Morava nessa cidade com seus pais e irmão até iniciar o Pré Vestibular, em 1982, quando mudou-se para Juiz de Fora. O desejo de Cris era cursar Medicina e ser pediatra.

Em abril de 1982, ela foi morar num apartamento com uma prima e duas amigas. Em agosto mudou-se para outro apartamento, com seu irmão, quando compraram uma geladeira, um ferro de passar e um armário, este a ser montado e que foi a causa de seu martírio. O montador esteve no apartamento e disse coisas obscenas  à moça, e não terminou de montar o armário, o que ela depois contou ao irmão e colegas.

No dia seguinte, o mesmo homem voltou para completar o serviço e tentou violentar Isabel Cristina; deu-lhe uma cadeirada na cabeça; ela caiu, foi amarrada com cordas e cintos, amordaçada com um pedaço de lençol e teve as roupas rasgadas. O criminoso aumentou o volume do rádio e da TV para abafar os barulhos; mas não conseguiu completar o ato, matando, porém, Isabel Cristina com 15 facadas, sendo que duas atingiram suas partes íntimas.

A perícia médica, na autópsia, constatou que a moça não fôra estuprada, que lutara muito antes de ser morta, e que era virgem; entre as duas facadas, estava seu hímem intacto. Tal morte, tal vida. Apesar de ter namorada, Isabel Cristina pertencia a uma família profundamente católica e só faria sexo depois do casamento. Era recatada, frequentava a missa e os sacramentos, gostava de cuidar de deficientes físicos, pessoas idosas e crianças, e na escola, procurava sempre a companhia das meninas mais pobres.

Ao ser martirizada, usava o Terço de dedo, que sempre rezava. Apesar de nao ser membro formal das Conferências Vicentinas, ela o era de coração, tendo participado de diversas atividades do movimento, incluindo viagens pelas cidades vizinhas. Filha de José Mendes Campos e Helena Mrad Campos e irmã de Paulo Roberto, todos Vicentinos.

Era comum vê-la nos encontros de Vicentinos, brincando com as crianças pobres e dando de comer aos velhinhos com todo carinhos. Esses eram gestos típicos da Serva de Deus. Sua morte e sepultamento causaram uma comoção nunca vista em sua cidade natal. Logo começaram os pedidos de traças no túmulo de Isabel Cristina, a qual recebeu o apelido de " Rosa Amorosa de Barbacena ".

Processo de Beatificação

No dia 26 de janeiro de 2001, em Barbacena, foi instalado o processo de Beatificação e Isabel Cristina recebeu do Vaticano o título de Serva de Deus. Em setembro de 2009 foi concluída a fase diocesana do processo. O que se recolheu de documentos e testemunhos foi enviado a Roma para o início da fase romana do processo.

Os restos mprtais de Isabel Cristina foram exumados e hoje repousam na Matriz Nossa Senhora da Piedade, onde ela foi batizada e fez a Primeira Eucaristia.

Que essa alma iluminada, que não se deixou levar pela corrente da maioria, olhe por nós do Céu!



Avalie Comente Marque como Favorito Recomende
Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br

Opiniões

1 Comentário(s).

Mostrando Opiniões
  • Mara Stela Scoll

    Mara Stela Scoll | 4 de Dezembro de 2013 | Escreva para o autor do comentário

    2 leitores gostaram da opinião | 0 reprovaram a opinião

    Visite Minha Página! | Adicionar como Usuário que me Identifiquei | Enviar um Recado

    É...mas essa do "Hímen" é um estigma superficial criado pelo patriarcalismo. Santa Lucia, mártir e santa, quando se negou a seguir os deuses pagãos, o prefeito da cidade, para castiga-la mandou que um bando de homens a estuprassem. E mesmo após o ato, ela disse (através do espírito santo) "não há mácula alguma quanto a minha castidade porquanto não houve consenso." Brilhantes palavras inspiradas, dando a entender que para o Deus que ela servia, o Cristo, o estado do hímen não é o estado da alma. A propósito, há tudo relatado e documentado isso em Siracusa/Itália, onde estão os restos mortais dela que podem ser considerados incorruptos dado tudo o que aconteceu com o corpo morto dela.

    Gostei desta opinião | Opinião reprovada


    Responder este comentário




Comente

Somente usuários logados podem enviar opiniões...

Você já é um usuário cadastrado no site Sobrenatural.Org? Se sim, faça seu login abaixo. Caso contrário, clique aqui para efetuar o cadastro.

QUEM ENVIOU ESTE CONTEÚDO:

Chiara

Chiara

Usuário Assinante.

Acredito que vivemos em meio a grandes misterios.


NOSSO CANAL NO YOUTUBE


ESPECIAL ASSOMBRADO.COM.BR


NOSSO BLOG



PUBLICIDADE

PRODUTOS DA LOJA SOBRENATURAL

DIRETO AO ASSUNTO

INTERATIVAIDADE

http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=8942288&PluID=0&ord=[timestamp]&rtu=-1