Visitante

Olá visitante. Cadastre-se | Entre | Esqueci minha senha

OK Esqueci minha senha


Você está em: Sobrenatural.Org -> Matérias Especiais -> Mutações - A transformação de humanos em híbridos


Matérias - Enviado dia 27 de Dezembro de 2005

Mutações - A transformação de humanos em híbridos

Geneticistas descobriram estranhos casos de mutações radicais em sequências de cromossomos capazes de transformar o ser em "algo" que já não pode ser chamado de totalmente humano...



Células vegetais podem invadir e parasitar corpos humanos e de outros animais



Caso de Mal de Werner

 
Caso de Mal de Werner



Narine Aivasyan: mutação do tecido epitelial produz espinhos

 
Narine Aivasyan: mutação do tecido epitelial produz espinhos



John Tacket em 2003 - uma criança com progeria.

Chegou aos 15 anos, a idade mais avançada já
alcançada por portador da moléstia.

Morreu em 2004

IN http://www.world-science.net/othernews/othernews-nfrm/050928_progeria.htm
John Tacket em 2003 - uma criança com progeria. Chegou aos 15 anos, a idade mais avançada já alcançada por portador da moléstia. Morreu em 2004.

Geneticistas descobriram estranhos casos de mutações radicais em sequências de cromossomos capazes de transformar o ser em "algo" que já não pode ser chamado de totalmente humano. Em Yeveran, na Armênia, antiga república soviética, Narine Aivasyan, 18 anos, surpreendeu os médicos com sua doença incomum. A paciente queixava-se de um abcesso em seu pulso que incomodava há algum tempo. A cirurgia que abriu o local revelou dois pequenos espinhos cravados no tecido.

Narine trabalhava na loja de sua mãe, comerciante de plantas ornamentais. Ela cuidava das plantas às quais era muito devotada. Costumava passar longo tempo olhando para elas. Um dia, a jovem se machucou com um cactus; alguns espinhos ficaram espetados, justamente no pulso. Os espinhos foram retirados e os machucados, desinfetados imediatamente, mas as pequenas feridas supuraram e cresceram. Ela só concordou em ir ao hospital quando a ponta de um espinho emergiu, atravessando a pele da mão direita. Este primeiro espinho foi facilmente removido; todavia, outros espinhos foram detectados no mesmo lugar.

O chefe do departamento de imunologia e virologia do Centro de Pesquisa da Armênia, Tigran Datvan, diz que os anais da medicina mundial jamais registraram caso semelhante, de células vegetais que se estabelecem como parasitas em organismo de homens ou animais. A análise dos espinhos removidos do pulso de Narine confirmaram a origem vegetal, o cactus, um espécime comum que muitas pessoas têm em casa. Podia-se objetar que os espinhos estavam lá desde a ocasião do ferimento porém ficou claro que eles simplesmente passaram a "brotar" na região do ferimento. A única solução para tentar deter a parasitose foi remover a fístula central onde os espinhos haviam penetrado mais profundamente.

O procedimento parecia ter alcançado pleno sucesso nos quatro anos subsequentes embora a moça não se recuperasse do trauma. Ela temia que o processo recomeçasse. Tornou-se reservada e antissocial; continuava passando muito tempo observando as plantas. Então, aconteceu: o pulso voltou a apresentar sintomas. Ficou avermelhado, intumescido e, finalmente, o primeiro espinho começou a surgir à "flor da pele". O foco tinha mudado de lugar; agora, estava situado em tecido muscular, e não epidérmico, como antes.

Mais uma vez, foi feita a cirurgia de remoção. Inútil, a incisão não cicatrizava, os espinhos proliferavam; os médicos removiam entre 70 a 100 espinhos por dia. Especialistas de vários países, que estudavam a situação, concluíram que já não se tratava de um problema cirúrgico; os espinhos não eram exógenos (não vinham "de fora"); casos com os Narine são um novo problema "microbiológico".

Os espinhos da ferida original, de alguma forma, pelo contato com a circulação sanguínea ou com células epiteliais jovens da paciente, haviam produzido células mutantes, híbridas, desconhecidas, combinação do material do cactus com o material de Narine, mistura genètica de células epiteliais humanas e vegetais. Os espinhos, tal como a pele, integram o sistema dos tecidos epiteliais, de revestimento externo dos cactus.

Os pesquisadores consideram essa terrível metamorfose como um perigo para a raça humana: "A evolução, o progresso têm sido acompanhados por um enfraquecimento do sistema imunológico humano. As pessoas estão mais vulneráveis a parasitoses e viroses até então desconhecidas." - disse Davtyan (citado acima). Hoje, Narine tem 26 anos; sofre de apatia e depressão. Ela sabe que os médicos não podem ajudá-la.

Outras Mutações

No Cazaquistão, uma mulher, residente de uma pequena cidade, deu à luz um bebê coberto de pelos da cabeça aos pés. Somente seu choro remetia à idéia de de um bebê humano. Ele sofre de uma disfunção denominada hipertricose (hypertrichosis), uma doença genética rara; não existe tratamento. A família passou a viver um certo isolamento. Os vizinhos comentam que o garoto, chamado Ablai, assemelha-se a um macaco embora seja capaz de falar normalmente.

Ele não demonstrou nenhum constrangimento quando, aos cinco anos, foi ao hospital pela primeira vez (tem nove anos atualmente - 2005); é uma criança muito ativa e costuma brincar com outro garoto, que conheceu no hospital, paciente com o mesmo problema. Ablai não pode freqüentar a escola pública. A administração local entende que ele deve ser encaminhado para uma instituiçao educacional correcional apesar da capacidade intelectual do garoto ser normal.

O povo do Casaquistão está habituado com o fato de pais saudáveis gerarem, eventualmente, crianças anormais. Eles atribuem o fenômeno aos testes com armas nucleares realizados no país que tem 19 áreas de pesquisa e experimentação desse tipo de artefato.

Outro caso de mutação genética grave, é o do estudante Alexander Rybakov, da universidade de São Petersburgo, frequentemente confundido com um senhor de meia idade. Ele parece muito mais velho, característica do "Mal de Werner", uma das duas síndromes que afetam os mecanismos reguladores do envelhecimento humano.

A outra modalidade é a "Progeria". A diferença entre as duas é a progressão mais lenta da primeira em relação à rápida evolução da segunda. Um paciente com progeria tem a aparência de um ancião aos 12 anos. O único tratamento possível é o mesmo oferecido a qualquer paciente de geriatria ou seja, procedimentos e remédios que minoram os sofrimentos causados pelas doenças degenerativas próprias de idade avançada.

Alexander Rybakov, começou a apresentar problemas cardiovasculares aos oito anos; aos doze, estava calvo no alto da cabeça; aos 16, o rosto cheio de rugas. Seus orgãos internos se estão se desgastando rapidamente. Ele sofre com pilhérias e preconceitos. Depois da graduação, como programador de computadores, ele pretende trabalhar em casa.

Na Rússia, estatísticas revelam que o problema tem crescido. Os geneticistas informam que 50% dos naciturnos têm apresentado distúrbios genéticos. No leste europeu, 90 entre 100 mães de crianças portadoras de anomalias rejeitam seus filhos e submetem-se ao aborto. São mulheres jovens, entre 15 e 18 anos, fumantes, usuárias de drogas e anêmicas boa parte destas que geram os fetos onde são detectadas as doenças. São os próprios médicos russos que, freqüentemente, recomendam o aborto nestes casos.

A recomendação visa evitar o aumento no número de jovens e adultos inválidos, que pesam no orçamento dos serviços sociais do Estado pois têm direito a pensão precocemente, embora o valor do benefício seja considerado "miserável". as crianças portadoras de anomalias são discriminadas na rede de ensino público ainda que sejam intelectualemnte capazes, como no caso do garoto do Casquistão (acima). As que ingressam em instituições especiais jamais têm, no futuro, a chance de serem aceitas em uma Universidade, um curso superior.

Herdeiros do comunismo aniquilador de individualidades, frio Leviatã que valoriza cidadãos somente na medida em possam ser úteis à máquina estatal, os russos ignoram e mesmo parecem desprezar as doutrinas sociais humanitárias que pregam a inclusão social de deficientes físicos. Os cientistas buscam de todo modo combater a proliferação de uma população "inadequada" e não compreendem porque a natureza permite que venham ao mundo seres humanos sem perspectiva de desfrutar de uma "vida normal" e, principalmente, $produtiva$...

FONTE: PRAVDA ENGLISH
publicado em 20/12/2005


Avalie Comente Marque como Favorito Recomende

Opiniões

19 Comentário(s).

Mostrando as 5 primeiras.
Ver todas as 19 opiniões.



Comente

Somente usuários logados podem enviar opiniões...

Você já é um usuário cadastrado no site Sobrenatural.Org? Se sim, faça seu login abaixo. Caso contrário, clique aqui para efetuar o cadastro.

QUEM ENVIOU ESTE CONTEÚDO:

Mahajahck!

Mahajahck!

NOSSO CANAL NO YOUTUBE


ESPECIAL ASSOMBRADO.COM.BR


NOSSO BLOG



PUBLICIDADE

PRODUTOS DA LOJA SOBRENATURAL


Acesse a Loja Sobrenatual »

DIRETO AO ASSUNTO

INTERATIVAIDADE

http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=8942288&PluID=0&ord=[timestamp]&rtu=-1