Visitante

Olá visitante. Cadastre-se | Entre | Esqueci minha senha

OK Esqueci minha senha


Você está em: Sobrenatural.Org -> Matérias Especiais -> Alfabeto Maçônico


Matérias - Enviado dia 6 de Maio de 2006

Alfabeto Maçônico

Como as demais instituições iniciáticas, a Maçonaria adota vários alfabetos convencionais, cujo uso, no entanto, parece cada vez mais, restrito à interpretação de grifos maçônicos.



Como as demais instituições iniciáticas, a Maçonaria adota vários alfabetos convencionais, cujo uso, no entanto, parece cada vez mais, restrito à interpretação de grifos maçônicos. Na figura abaixo, se encontram os sistemas hieroglíficos alemão, inglês e da Idade Média, com as respectivas chaves.


O alfabeto maçonico inglês, alemão e da idade média.

A cifra de substituição mono alfabética utilizada pela Maçonaria como Alfabeto Maçônico, (figura acima), hoje conhecida como cifra pig pen (porco no chiqueiro) cada letra (porco) é colocada numa casa (chiqueiro) foi criada pelo místico e alquimista alemão Agrippa de Nettsesheim, que nasceu aos 18 de fevereiro de 1.486, de uma família nobre próximo a cidade de Colônia, onde estudou medicina e direito, aparentemente sem conseguir graduação.


Cornelius Agrippa von Nettesheim

Em 1.503, ele assumiu o nome de Cornelius Agrippa von Nettesheim, adotando o von para sugerir sua origem nobre; três anos depois, ele fundou uma sociedade secreta em Paris devotada para astrologia, magia e calaba.
Sua carreira foi diversa: agente secreto, soldado, médico, orador e professor de Direito, em Colônia, Paris, Dôle, Londres, Itália, Pavia e Metz. Em 1.509, ele montou um laboratório em Dôle com o objetivo de sintetizar ouro, e durante a próxima década viajou pela Europa, vivendo como um alquimista, e dialogando do mesmo modo com importantes jovens humanistas escolares como em Colet e Reuchlin. Em 1.520, ele começou a praticar medicina em Genebra, e em 1.524 tornou-se médico pessoal da rainha mãe na corte do Rei Francis I in Lyons. Quando a rainha mãe o abandonou, ele começou a praticar medicina em Artuérpia, mas foi mais tarde proibido por praticar sem licença, e se transformou historiador na corte de Charles V. Depois de ter sido preso por várias vezes por diferentes motivos como dívidas e ofensas criminais, ele morreu em 1.535.


Avalie Comente Marque como Favorito Recomende

Opiniões

33 Comentário(s).
  • Comentário que os leitores mais gostaram:

    MM.´.II.´.C.´.T.´.M.´.RR.´.

    MM.´.II.´.C.´.T.´.M.´.RR.´. | 24 de Abril de 2009 | Escreva para o autor do comentário

    111 leitores gostaram da opinião | 25 reprovaram a opinião

    Meus queridos, é impresionante como as pessoas acreditam em algumas asneiras que estão disponiveis na internet, principalmente em sites que se dizem evangelicos. A maçonaria não é uma religião, não adora e nem nunca adorou ao Diabo, o ingresso na ordem é acessivel para homens de todas as religiões que acreditem num principio criador (DEUS), ao ateu não é permitido a entrada, se você quiser saber sobre maçonaria busque em sites serios relacionados ao Tema, e não nos religiosos que procuram de todas as formas iludir e enganar. Sou Maçom, grau 14, e nessa minha caminhada na ordem a cada dia reafirmo o que disse, em minha Loja temos irmãos Evangelicos, Catolicos, espiritas e outros.

    Gostei desta opinião | Opinião reprovada


    Responder este comentário

Mostrando as 5 primeiras.
Ver todas as 33 opiniões.



Comente

Somente usuários logados podem enviar opiniões...

Você já é um usuário cadastrado no site Sobrenatural.Org? Se sim, faça seu login abaixo. Caso contrário, clique aqui para efetuar o cadastro.

QUEM ENVIOU ESTE CONTEÚDO:

Conde Cagliostro

Conde Cagliostro

NOSSO CANAL NO YOUTUBE


ESPECIAL ASSOMBRADO.COM.BR


NOSSO BLOG



PUBLICIDADE

PRODUTOS DA LOJA SOBRENATURAL

DIRETO AO ASSUNTO

INTERATIVAIDADE

http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=8942288&PluID=0&ord=[timestamp]&rtu=-1