Visitante

Olá visitante. Cadastre-se | Entre | Esqueci minha senha

OK Esqueci minha senha


Você está em: Sobrenatural.Org -> Matérias Especiais -> O Álbum dos Mortos


Matérias - Enviado dia 25 de Fevereiro de 2009

O Álbum dos Mortos

Veja algumas imagens de pessoas com parentes mortos



Assim que o daguerreótipo, processo fotográfico inventado pelo francês Louis Daguerre em 1837 foi se popularizando, começaram a aparecer as primeiras fotografias post mortem. Os álbuns dos mortos eram uma espécie de negação da morte ao mesmo tempo que tornavam-se coisas guardadas pela família para lembrar dos entes queridos. Além disso, fotos nesta época eram um grande luxo. Essa atividade tornou-se tão comum durante o século XIX que quase todos os membros da sociedade podiam pagar por uma foto. Tal fenômeno se difundiu tanto na Europa e naAmérica do Norte que muitos fotógrafos passaram a se especializar nesse tipo de fotografia. No princípio, os corpos eram retratados como se estivessem dormindo, o que dava aos mesmos uma imagem de naturalidade e "descanso eterno". Porém, também se tornou comum retratar os mortos simulando alguma atividade cotidiana que permitia que a imagem desse a impressão de que ainda estavam vivos. Dada a circunstância de fotografar a pessoa ainda fresca, eram criados verdadeiros cenários elaborados com composições muitas vezes complexas de estúdio para fazer os álbuns dos mortos.  Em outros casos, depois de instalado o rigor mortis, era necessário inventar situações complicadas para a foto ficar natural. Isso envolvia colocar calços sob cadeiras e inclinar a maquina para que a cena se ajustasse a posição fixa do cadáver. Tornou-se comum também a presença de pessoas vivas nas fotos. Pais segurando seus bebês falecidos no colo como se estivessem apenas embalando seus pequenos enquanto estes dormiam tranqüilamente. Fotografias de grupos, todos mortos, ou com parentes vivos em volta do falecido, cuja aparência não indicava de forma alguma sua real condição. As fotografias post mortem de figuras religiosas geralmente os mostrava sentados com um crucifixo nas mãos ou outro objeto similar.

Como as fotografias post mortem foram ficando cada vez mais populares e comuns, não havia muita variedade nas posições dos cadáveres. Nos anos 30 do século XX, as fotografias eram tiradas momentos antes do enterro, durante o velório ou antes do cadáver ser depositado no caixão.

Ao passar dos anos, já não havia a necessidade de fotografar os mortos em simulações de vida. Adornos, como flores por exemplo, eram incluídas nas fotos, dando plena consciência da real condição da pessoa.

Com a invenção de máquinas fotográficas mais modernas, a prática de fotografar pessoas vivas em situações cotidianas e normais se tornou mais popular e mais agradável aos nossos olhos.

Atualmente em nossa sociedade moderna, as fotografias post mortem são consideradas por muitas pessoas como bizarras e assustadoras.

A falta de vida, de reação, nos causa desconforto e assombro. Mas ainda hoje, em alguns lugares, se fotografam os mortos. Talvez remexendo fotos antigas naquela caixa velha ou no báu guardado no porão, você possa encontrar alguma recordação de um parente "adormecido".

Veja uma Galeria de imagens


Pai segurando o filho (ambos estão mortos).


A mulher do meio está morta.


Avalie Comente Marque como Favorito Recomende
Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br


Opiniões

28 Comentário(s).

Mostrando as 5 primeiras.
Ver todas as 28 opiniões.



Comente

Somente usuários logados podem enviar opiniões...

Você já é um usuário cadastrado no site Sobrenatural.Org? Se sim, faça seu login abaixo. Caso contrário, clique aqui para efetuar o cadastro.

QUEM ENVIOU ESTE CONTEÚDO:

Veronica Munaro

Veronica Munaro


ESPECIAL ASSOMBRADO.COM.BR


NOSSO BLOG



PUBLICIDADE

NOVIDADES DA LOJA SOBRENATURAL


PRODUTOS DA LOJA SOBRENATURAL


Acesse a Loja Sobrenatual »

DIRETO AO ASSUNTO

INTERATIVAIDADE

http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=8942288&PluID=0&ord=[timestamp]&rtu=-1